O estudo da medicina legal é a base de um trabalho técnico eficaz no Tribunal do Júri: uma prova pericial bem interpretada derruba dezenas de testemunhas pré-fabricadas.

Sempre aconselhamos aos tribunos o estudo aprofundado da medicina legal (e também da balística e criminalística, dentre outras matérias) para bem atuar em plenário.

Respondendo à pergunta: as lesões, quando atingem um corpo vivo, provocam retração do tecido e sangramentos; se os ferimentos não ocasionarem retração ou sangramento, comprova-se que não reação vital, logo, foram produzidos após a morte.

Com esse entendimento, em um cadáver que ostente várias lesões, pode-se apurar quais delas foram produzidas, durante a vida, ou após a morte.


O Dr. Walfredo é um dos maiores especialistas em Tribunal do Júri do Brasil e autor da obra essencial sobre o assunto: Tribunal do Júri – Teoria e Prática 7ª Edição

Photo by Diana Polekhina on Unsplash

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *