Quando um cidadão brasileiro deposita seu voto na urna e vem a decidir uma questão de interesse social, esse proceder recebe o nome de democracia: o povo decide o seu destino.

O Júri nada mais é que a democracia enquistada no Poder Judiciário, onde os cidadãos são investidos do poder de decidir se houve ou não um crime doloso contra a vida, e se o acusado deve ser condenado ou absolvido.  

A ligação direta entre a democracia e o Júri é tão óbvia que, seguindo-se a lógica de alguns detratores da Instituição no sentido de que o Tribunal Popular deveria ser extinto porque há algumas decisões equivocadas, então, pelo mesmo motivo, o voto popular em nossos representantes (Presidente, Governadores, Prefeitos, Deputados, Senadores, Vereadores) também deveria ser extirpado, afinal nem sempre acertamos em nossas escolhas políticas.

Se o povo não sabe votar e decidir como jurado, também não saberia votar em seus representantes legais, não é mesmo?

Indaga-se: a democracia, então, poderia ser extinta porque podemos, em algumas ocasiões, errar em nossas escolhas?!  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *